Novas Mudanças em Julho nas Tarifas do Mercado Livre

Novas Mudanças em Julho nas Tarifas do Mercado Livre

Caue Oliveira
Escrito por Caue Oliveira em 1 de agosto, 2023
Junte-se aos melhores

A comunidade de Sellers Shopee que mais cresce no Brasil

Novas Mudanças em Julho nas Tarifas do Mercado Livre

Novas Mudanças em Julho nas Tarifas do Mercado Livre
Novas Mudanças em Julho nas Tarifas do Mercado Livre

Mudanças no Mercado Livre em 2023. É isso mesmo, todos os anos temos 2 a 3 mudanças durante o ano, e no mês de julho não vai ser diferente, eu trouxe até uma colinha para mostrar para você o que irá mudar neste mês.

Mas, se você caiu de paraquedas aqui e ainda não me conhece, eu sou Cauê Oliveira, ensino a vender na Shopee e no Mercado Livre há alguns anos e também sou influenciador oficial da Shopee. Porém, essa notifica do mercado livre recebi antes para poder passar para você.

Algumas mudanças são boas e outras ruins, mas faz parte, você precisa se adaptar a elas. E quando a notícia é ruim, é ruim para mim ou para o mercado? Se for para o mercado tudo bem, agora se for para você, aí a notifica realmente é ruim. Mas, vamos para o que vai ocorrer no ano de 2023.

Mudanças no nicho de supermercado no Mercado Livre

Hoje, alguns produtos de até R$199 vendendo neste mercado, você paga uma tarifa de 4 reais, e aquele que você paga do supermercado. Agora, como vai ficar a partir de julho de 2023? Tem categorias, confira abaixo:

A primeira categoria, de cinco a trinta reais, ou seja, o produto custa de 5 a 30 reais, você irá pagar 1 real de tarifa fixa. De 31 a 50 reais, você vai pagar 2 reais de tarifa fixa. Agora, de 51 a 199 reais, você vai pagar 4 reais de tarifa fixa.

O que acontece? Eles quiseram tirar um pouco da mão daqueles produtos que são baratinhos, por exemplo, um fardo de água com 24 unidades você vai pagar apenas 1 real, você vai conseguir abaixar o preço desse produto dentro do marketplace.

Isso é bom para você? Sim, mas é bom para o seu concorrente também. Então, você precisa entender essa lógica primeiro, é bom para, sim, mas é bom para ele também, eu vou lucrar mais, ele também vai. Então, é bom para ambos, baixar a tarifa de supermercado.

Aumento na tarifa de venda do Mercado Livre

Segunda notícia que já não é tão boa, aumento de tarifa nas vendas. Hoje, você paga R$5,50 em produtos abaixo de R$79, por exemplo, estou vendendo produtos de R$78 e R$99, eu pago R$5,50 de tarifa fixa mais a comissão da plataforma.

Isso vai passar para R46 de tarifa fixa. Então, todo produto que é vendido abaixo de R$79 tem a comissão do Mercado Livre e mais R$6. Nossa Cauê, o Mercado Livre está roubando. Não, para você e para o seu concorrente a tarifa será a mesma, se você vai precisar subir 50 centavos ele também vai precisar subir.

Com o tempo o mercado se adapta a isso, talvez no primeiro momento ninguém suba, daqui a pouco o cara já precifica com outro preço e com o tempo o mercado se adapta. Então, isso é uma notícia ruim, porque tarifa é uma coisa ótima para todos nós. Mas, é para o mercado, para você e para o seu concorrente.

E isso vai mudar de novo e o mercado vai precisar se adaptar de novo, não tem jeito. Houve uma época que não tinha essa tarifa, eu já trabalhei, trabalho desde 2010 e não tinha essa tarifa e nem muita coisa, isso é passado.

Peso volumétrico no Mercado Livre

Atualmente, para que você possa saber o peso para precificar, ou o peso real do produto, ou o peso volumétrico, você faz 1 vezes a altura, largura e comprimento e divide por 6 mil. Digamos que você fez esse cálculo, largura, comprimento e altura dividido por 6 mil e deu 3 quilos.

Se der abaixo de 5 quilos, você usa o peso real do produto, não vai levar em consideração. Se esse peso volumétrico, altura, vezes, largura e comprimento, você dividiu e deu menos de 5, você vai usar o peso real do produto.

E Cauê, como vai ficar a partir do mês de julho? Agora, se você fizer altura, largura e comprimento e esse peso volumétrico for menor de 2 quilos, você considera o peso do produto.

Ou seja, para quem vende produtos grandes que não são tão pesados, vai aumentar um pouco seu frete. Ah, mas meu produto dava 4 quilo volumétrico, levava 2 quilos reais, considerava o 2.

Agora, vai considerar os 4 volumétricos e vai entrar em uma nova tabela de frete de 4 quilos. Agora, se ele já era acima de 5, consideravam o mais pesado, por exemplo, ele dava 6 quilos, mas o peso real era 7 quilos, considerava 7. E não, o peso real era 5, considerava o 6, sempre o maior peso.

Mas, agora não, acima de 2 quilos via considerar sempre o maior, o peso real ou o peso volumétrico. Mudou isso também, para você e para o seu concorrente, entende isso.

Nova cobrança na coleta do fulfillment do Mercado Livre

Outra notícia ruim de novo, uma cobrança na coleta para o fulfillment do Mercado Livre. E como funciona hoje? Você paga para ter uma coleta, por exemplo, eu estou em SP, eu vou pagar o volume que envio para o Full.

Enviei um metro cúbico, o custo para eu enviar e o caminhão deles começar é por cubagem, por exemplo, 10 metros cúbicos. É desta forma que é calculado para você pagar o deslocamento para o Full do seu produto, eles vêm coletar mais te cobram por metro cúbico.

Mas, como vai ser agora? Vai ser o metro cúbico mais o deslocamento, a distância de deslocamento. Quanto que vai ser? Não sei ainda, mas vai ser cobrado uma taxa de deslocamento até o full do Mercado Livre.

Por que eles irão fazer isso? Tem gente que às vezes coletam 700 quilômetros do Full, lá no Mato Grosso ou no final de São Paulo, então tem um custo para isso. Então, eu acredito que dessa forma eles vão começar a coletar mais longe, muitas pessoas de Minas não conseguem enviar para o Full, porque o custo de coleta é muito caro.

E com isso eu acredito que a partir de agora eles vão cobrar por esse transporte. Mas, eles vão liberar para mais locais e espaço, esse é o ponto positivo. O ponto negativo é cobrar mais caro. Então, de tudo que trouxe, só baixou a tarifa de supermercado, o resto tudo acabou subindo.

O que fazer com essas mudanças no Mercado Livre?

A casa é deles e as regras são deles, a gente precisa se adaptar. Quando ocorrem algumas mudanças não são para nos prejudicar, ele muda para o mercado, subiu 50 centavos para todo mundo, todo mundo vai pagar custo de coleta, não tem jeito.

Talvez fique mais ruim para pessoas que estão longe do Full, porque você vai pagar mais do que o cara que está em SP. Então, o que se precisa fazer? Se adaptar, sentar e chorar ou parar de trabalhar.

Vale ressaltar que aqui no meu site tenho um conteúdo que fala tudo sobre Como começar a vender do zero no Mercado Livre. Caso você queira acompanhar e saber todos os passos que ensino para começar, irei deixar o link para acesso aqui: Como Começar a Vender do Zero no Mercado Livre Passo a Passo

E por hoje é somente isso, empreendedor(a). Espero que você tenha entendido todas as novas tarifas do Mercado Livre e que agora tenha ciência de todas elas. Vou finalizar esse artigo excelente por aqui, mas antes disso, gostaria de lembrar que todos os dias tem conteúdo novo no blog.

Por isso, peço que você não esqueça de acompanhar todos eles para poder ficar por dentro de todos os assuntos que posto aqui. Até a próxima.

Comente

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!