Shopee: Nova Atualização do MEI para os Vendedores

Shopee: Nova Atualização do MEI

Caue Oliveira
Escrito por Caue Oliveira em 10 de janeiro, 2023
Junte-se aos melhores

A comunidade de Sellers Shopee que mais cresce no Brasil

Shopee: Nova Atualização do MEI

Shopee: Nova Atualização do MEI
Shopee: Nova Atualização do MEI

No artigo de hoje vamos falar sobre a nova atualização da taxa que você é MEI (Microempreendedor Individual) vai começar a pagar a partir de fevereiro. Se você dormiu dia 31 de dezembro e acordou achando que em 2023, você ia acordar com um novo teto de 130 mil, você acordou com uma nova taxa de pagamento. Então acompanhem esse artigo até o final.

Mas antes de começarmos este artigo maravilhoso. Irei disponibilizar um vídeo excelente do meu canal do YouTube para aqueles empreendedores que preferem absorver um conhecimento de forma diferente, segue o link abaixo do vídeo com tudo que você precisa saber sobre A nova atualização no Microempreendedor Individual para os vendedores na Shopee:

Mudanças na taxa para utilizar o MEI na Shopee

Com a nova atualização do salário mínimo que entrou em vigor agora em janeiro de 2023, a taxa que você paga para utilizar o Microempreendedor Individual, também houve alguns ajustes. Já que um dos calculos que é feito para pagar aquela taxa é de 5% do seu salário mínimo, mais uma outra taxa. 

O que é a Contribuição Microempreendedor Individual?

Antes de começarmos, vamos citar alguns pontos importantes em relação ao Microempreendedor Individual ou o famoso MEI. O que é a contribuição? Para que você paga isso e qual o intuito de você contribuir com aquela taxa mensal? O MEI tem direito a benefícios como: Aposentadoria, salário maternidade e auxílio doença. Para garantir tudo isso ao Microempreendedor Individual existe a contribuição MEI, no formato do documento de arrecadação do simples nacional (DAS).

Assim como no pagamento do profissional CLT é descontado todos os meses o valor do INSS, o DAS precisa ser pago pelo MEI para manter o CNPJ regular.

Então você paga a contribuição para ter um benefício por trás, o quanto fácil você vai pegá-lo é uma outra história.

Como funciona o cálculo da taxa do MEI?

Agora que você entendeu o motivo pelo qual você paga a contribuição, vamos fazer o cálculo. Você paga 5% do salário mínimo vigente. Então, ou seja, a taxa do MEI parte do primeiro cálculo que são mais de um, sendo o primeiro 5% do salário mínimo.

O salário mínimo em 2023 está em R$1.320 reais, você pagando esse valor e multiplicando por 5%, a princípio você já irá pagar R$66 reais de taxa. Porém, você pode ter um adicional, e esse adicional pode entrar junto com a contribuição da previdência, o MEI que exerce atividade sujeitas ao ICMS pagará um adicional de R$1 real, se desenvolver atividade de comércio e indústria.

Esse seria o nosso caso, se você é MEI que emite nota fiscal daquilo que você vende, você está dentro da atividade que engloba os ICMS, ou você é comerciante ou do modo de indústria, no caso um fabricante. Então tanto um quanto o outro, você possui esse adicional de R$1 real.   

Novo valor da taxa de contribuição do Microempreendedor Individual

Então o novo valor da taxa vai ficar entre R$67 e R$72 reais. Mas para a maioria vai ficar no valor de R$67 reais e isso possui uma diferença sim. Partimos do princípio que em 2022 o salário mínimo era de R$1.212 reais, você fazendo o mesmo cálculo que fiz acima vai dar R$60 reais, adicionando os R$1 real da outra taxa, vai ficar de R$61,60. Então vai ficar de R$61,60 para R$67 reais, houve sim um acréscimo devido ao aumento do salário mínimo.

E para quem dormir dia 31 de dezembro, achando que dia 1 de janeiro ia acordar com um novo limite de faturamento, acordou com uma taxa adicional.

Shopee: Nova Atualização do MEI
Shopee: Nova Atualização do MEI

Quando começamos a pagar essa nova taxa? 

Vale ressaltar que o pagamento da taxa de janeiro, você vai pagar o valor antigo, porque aquilo que você paga em janeiro é sobre o exercício de dezembro, aquilo que você for pagar em fevereiro é o exercício de janeiro. 

Então a taxa mensal que você vai pagar em janeiro é sobre o exercício de dezembro de 2022, e nesse ano ainda não tinha feito a mudança.

Essa nova taxa você irá pagar a partir de fevereiro de 2023, já que nesse mês é o pagamento em relação a janeiro, e assim sucessivamente.

Novo limite de faturamento

Agora vamos conversar sobre o novo limite de faturamento. Para quem dormiu dia 31 de dezembro achando que em 2023 acordaria com um novo limite do MEI, infelizmente acordou com uma atualização da taxa de pagamento. Mas o novo limite de faturamento ainda pode acontecer em 2023 e vamos conversar um pouco sobre isso.

Para quem não sabe é uma mudança importante para esse ano e o aumento do limite de faturamento do MEI. O novo limite de faturamento do MEI pode passar para R$130 mil, dependendo da aprovação do governo.

E isso não é totalmente certeza que vai passar para esse valor e que de fato vai ter esse aumento. Esse aumento ainda depende da aprovação do governo.

Então precisam de duas aprovações do governo, a primeira é se vai ter o aumento ou não e segundo, para qual valor vai esse aumento. Se de fato vai para R$130 mil reais nos últimos 12 meses.  

Vale ressaltar que não é anual, ele não começou em janeiro e vai até dezembro, e chega em janeiro ele zera, ele é acumulativo nos últimos 12 meses. Então se você acumulou, por exemplo, o teto é R$81 mil reais, se você acumulou menos do que esse valor nos últimos 12 meses, indiferente se está dentro de um ano ou dividido em dois anos, você pode permanecer dentro do MEI.

Agora se você bateu R$81 mil reais ou mais nos últimos 12 meses, você precisa desenquadrar esse Microempreendedor Individual por uma ME, que é uma Microempreendedor ou uma EPP, que é uma atualização do Microempreendedor, você também pode ir para uma limita, enfim. Existem alguns caminhos que você pode adotar quando ultrapassar o MEI. 

Shopee: Nova Atualização do MEI
Shopee: Nova Atualização do MEI

Quem pode vender dentro da Shopee?

Você empreendedor pode começar a vender na Shopee como pessoa física, utilizando o seu CPF, ou também como pessoa jurídica, basta utilizar o seu CNPJ.

Agora, no caso do MEI. É muito mais vantajoso cadastrar-se como uma pessoa jurídica para aproveitar as vantagens concedidas às empresas e transmitir maior profissionalismo aos consumidores.

Se você opta por vender como pessoa física, existem algumas vantagens. Como o acréscimo de comissão maior para os vendedores que ultrapassam os 900 pedidos nos últimos 90 dias ou 3 meses.

Vender na plataforma da Shopee vale a pena? 

Se caso você busca um canal de vendas para expandir as suas atividades do MEI, aprender como vender na Shopee vale muito a pena.

Afinal, a plataforma expõe os seus produtos para milhões de consumidores e oferece uma ótima estrutura completa para o vendedor. Com algumas soluções de pagamento, catálogos de produtos e soluções logísticas para o envio dos produtos.

Além disso, a plataforma da Shopee tem uma das comissões mais baixas entre todos os Marketplaces, de 14% a 20% por venda, limitadas a R$100 reais. Já outros aplicativos de venda ou Marketplaces possuem taxas superiores.

Vale ressaltar que aqui no meu blog tenho um artigo que fala sobre Como vender na Shopee todos os dias. Após o término deste artigo, irei disponibilizar o link deste outro artigo para você acompanhar também: Como Vender na Shopee – Do Zero a Escala na Shopee

E por hoje é isso empreendedor(a). Espero que você tenha entendido essa nova atualização para os vendedores que são Microempreendedor Individual. Fico por aqui e não esqueçam de acompanhar o novo artigo amanhã.  

Comente

o que você achou deste conteúdo? Conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

error: Content is protected !!